Academia das Letras

Decepção – por Ana Caroline Moraes e Davi Santos

Quem nunca se decepcionou?

Já diria o poeta: “aquele que nunca amou”

É porque a decepção acompanha a expectativa

E se faz presente em toda nossa vida

Tem aquela bem famosa

Em que a pessoa muda o jeito, a aparência e até a forma

Usa máscaras sem saber

Engana a outros sem porquês

Pra cada momento, uma máscara

Pra cada pessoa, uma nova farsa

.

Tem aquele que engana por querer

Sente prazer ao ver um coração doer

Usa a famosa desculpa

De que “não tem nada a ver”

Mas deixe está.

São essas decepções que nos fazem crescer

O pior é aquele que está perto

Afinal, é o que mais demora a ser descoberto

Esse tem toda a nossa confiança

Mas faz dela, uma festança

Expondo aquilo que um dia, no silêncio de nosso quarto ouvia

E nos perguntamos: por que?

.

Mas, ainda tem aquela outra

Que pra mim, é a pior de todas

Ela é sem sentido, sem juízo

Nos leva ao prejuízo

Quando a expectativa é posta sobre nós mesmos

Quando almejamos conquistar a qualquer custo os nossos desejos

Pondo sobre nós o poder de conseguir; porém, à esmo

Talvez seja a mais frustrante, a que o chão fica cada vez mais distante.

Mas, nós não aprendemos

De hora em hora, nos arrependemos

E com tudo isso, ainda não compreendemos.

Porém, há dois caminhos a optar: a desistência ou a persistência

Um nos leva à frustração, o outro à resiliência.

Por Ana Caroline Moraes e Davi Santos

Imagem: http://<a href=”https://br.freepik.com/fotos/mulher”>Mulher foto criado por jcomp – br.freepik.com</a>

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!